Detento do semiaberto assalta padaria e depois volta para dormir na cadeia em RO


Um detento do regime semiaberto, de 20 anos, foi preso suspeito de assaltar uma padaria, no Bairro Cristo Rei em Vilhena (RO), a 700 quilômetros de Porto Velho. De acordo com a Polícia Militar (PM), o apenado praticou o assalto e voltou para dormir na Colônia Penal, onde recebeu voz de prisão, após ser reconhecido pelas vítimas. O comparsa dele no roubo, de 21 anos, ainda não foi encontrado.

O proprietário do estabelecimento contou à PM, que estava atendendo aos clientes, quando dois homens entraram no comércio. Um deles estava armado, atirou para cima e ambos anunciaram o assalto.

Os criminosos mandaram todas as vítimas deitarem no chão. Em seguida, eles foram até o caixa, agrediram o comerciante com chutes e pontapés, roubaram a quantia aproximada de R$ 400 e um aparelho de celular. Depois do crime, eles fugiram em uma motocicleta.

A PM pegou as características dos criminosos e começou a fazer buscas pela região. No mesmo bairro, a viatura passou em frente a uma casa, que seria um suposto comércio de drogas, e viu quando um homem fugiu ao ver a guarnição.

Com isso, os policiais entraram no quintal e encontraram a motocicleta utilizada no assalto. Os agentes consultaram a placa e constataram que o veículo havia sido furtado em Cabixi (RO).

Na residência, os militares encontraram roupas idênticas às informadas pelas vítimas. Questionada, uma jovem de 18 anos contou que é esposa do jovem de 20 anos, e que o marido era monitorado por tornozeleira eletrônica. Ela também explicou que as vestes eram do outro rapaz, de 21 anos, que estava morando com eles na casa.

Na residência, também havia outra mulher, de 37 anos. Ela usava tornozeleira eletrônica e revelou que o rapaz de 21 anos chegou à residência com a motocicleta e uma arma na cintura. Ele teria trocado de roupas apressadamente e saído do local.

As vítimas reconheceram a motocicleta encontrada na casa, bem como as roupas. A PM foi até a Colônia Penal, onde o apenado estava, e as vítimas também o reconheceram como autor do assalto.

A unidade prisional informou à PM que o comparsa, de 21 anos, está foragido do sistema penitenciário, pois rompeu a tornozeleira. Os policias fizeram buscas, mas ele ainda não foi encontrado.

Ao G1, a Colônia Penal informou que o apenado foi transferido para o Centro de Ressocialização Cone Sul.

De acordo com Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO), o preso foi condenado há cinco anos e quatros meses por roubo, e há um ano e oito meses por tráfico de drogas. Ela já havia cumprido dois anos e dois meses da pena.

O comparsa dele, também é apenado, e foi condenado há cinco anos e seis meses por roubo. Ele cumpriu um ano e dois meses da pena.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *